Connect with us

Destaque

Resident Evil | REVIEW

Published

on

Com a chegada dos games de PlayStation One na nova PlayStation Plus Deluxe, passamos a ter acesso a alguns games clássicos lançados para o lendário primeiro vídeo game da Sony. Com isso muitos jogadores vão poder estar re-visitando esses jogos, e outros jogadores que ainda não conheciam esses games, vão poder ter uma nova experiência.

Como não poderia deixar, nós do Games Ever também estamos ansiosos por jogar esses games, e para começar vamos estar trazendo um game obrigatório para quem curte o gênero terror: Resident Evil. O game ganhou algumas novas Features que deixaram a gameplay mais tranquila para quem apenas procura curtir o game, mas também pode ser curtida em sua forma original.

Se você ainda não jogou Resident Evil, ou assim como eu, apenas esta querendo reviver as lembranças de 26 anos atrás, essa é a hora. Confira abaixo nosso review completo desse marcante game da Capcom.

  • Jogo: Resident Evil
  • Desenvolvedora: Capcom
  • Publicadora: Capcom
  • Lançamento: 22 de março de 1996
  • Número de Jogadores: Single Player
  • Gênero: Survival Horror
  • Plataformas: PlayStation, Sega Saturn
  • Site Oficial: Capcom

Um Game, Uma história de Terror

A história de Resident Evil acontece em 1998, quando crimes bizarros começam a assolar a pequena Raccoon City. As vítimas, normalmente andarilhos e excursionistas que passam pela floresta nos arredores da cidade, são brutalmente assassinadas e seus corpos apresentam sinais de canibalismo e violência extrema.

O departamento de polícia de Raccoon decide enviar seu time de elite, os S.T.A.R.S. (Special Tactics and Rescue Service, Serviço de Táticas Especiais e de Resgate) para cuidar do caso. A primeira equipe enviada é a Bravo, que perdeu contato com a delegacia minutos após entrar na área da floresta. Após 24 horas sem contato via rádio, a equipe Alpha é enviada, e se surpreendem ao encontrar o helicóptero da outra equipe completamente abandonada.

Enquanto checavam os arredores em busca de pistas sobre a localização dos policiais desaparecidos, Joseph Frost, um dos membros da equipe Alpha, é atacado por cães selvagens, que aparentam estado de decomposição avançada. Abandonados por Brad Vickers, piloto da equipe, que foge levando o helicóptero, os oficiais sobreviventes se vêem sem opção a não ser se refugiar em uma mansão avistada ao longe.

Revivendo um Clássico

Resident Evil esta de volta, e agora no PlayStation 5, trazendo novamente todo o terror vivido em 1996, ano em que o game foi lançado pela Capcom para PlayStation One e Sega Saturn (Você sabia disso?). O game logo virou um sucesso, estando presente até agora como uma das franquias de games mais bem sucedida, estando presente em quase todos os meios de a experiência.

Voltando ao game no PlayStation One, o jogo ganhou algumas poucas novidades, mas que ajudam a melhorar a experiência no jogo, tornando a gameplay um pouco mais moderna. As melhoras são bem tênues, mas relevantes.

Vamos a mudança que logo salta aos ohos, agora você pode expandir a imagem, preenchendo toda a tela, sem aquelas barras laterais. Isso prejudica um pouco a qualidade, mas não é nada que vai fazer diferença. Pode tr certeza que esse pequeno sacrifício vai valer a pena, principalmente se assim como eu, você tem horror a barras laterais.

Além disso temos outros filtros para imagem que alteram as características originais do game. Se você que jogar o game de uma maneira totalmente diferente, esses filtros estão a sua disposição desde o início do jogo.

Outra Feature bem legal está na parte de salvamento do seu progresso no game. Agora você pode salvar seu progresso no jogo a qualquer momento, por centenas de vezes sem a necessidade de um Ink Ribbon e uma máquina de escrever. Além disso, você ainda pode retroceder seu avanço no jogo também a qualquer momento. Com isso, caso você precise, basta pausar o game e escolher o ponto em que você quer retornar e pronto, você já está lá, sem sequer carregar seu save.

Para os mais conservadores, ainda se pode salvar o jogo usando o Ink Ribbon nas maquinas de escrever espalhadas pelo mapa, assim como foi imaginado originalmente.

No que se diz aos controles, pouca coisa mudou. Você vai conseguir usar o touch pad do DualSense e mais nada, sem a função DualShock, o controle não vibra. Você pode usar tanto o direcional analógico quanto o digital, fica a seu critério, e é só. Nesse ponto o game fica devendo, pois deveria se oferecia a versão Directors Cut, que é mais completa que a versão inicial do game, mas nada que atrapalhe a diversão.

Envelhecendo Bem

Como dissemos anteriormente, Resident Evil foi lançado em 1996 ou seja, estamos falando de um game de mais de 26 anos. É notória a identidade gráfica do game, mesmo ele rodando em um hardware tão robusto como o PlayStation 5. Entretanto, o que notamos é que o game envelheceu muito bem, com gráficos que ainda são agradáveis e comandos que funcionam muito bem, por exemplo.

O único ponto que ressalto, é que o game parece estar um pouco escuro, confesso que tive de alterar as configurações do meu monitor, a intensidade de preto foi praticamente levada as taxas mínimas, e ainda sim o game apresentou pontos muito escuros. Fora isso tudo esta intacta, e se você já curtia o game, não vai se decepcionar com nada.

Resumindo, graficamente Resident Evil ainda é um game bastante atraente, e consegue entreter com qualidade, inclusive batendo de frente com alguns games retrô que são lançados atualmente.

Sonoramente, o game também não decepciona. Apesar de manter tudo original, o fato de estar jogando com um sistema de som 7.1, transformou a experiência. Eu realmente não me recordava de tantos detalhes sonoros quando joguei o game pela primeira vez em meados de 1997. A possibilidade de jogar em um sistema de som com mais qualidade trouxe novos detalhes.

Se você esta jogando Resident Evil, não deixe de conferir nosso detonado completo do game com Chris e Jill. Confira.

https://youtu.be/0u0SA5s7Dj0

A Grande ‘Pisada na Bola’

Confesso que quando instalei Residente Evil no PlayStation 5, a primeira coisa que fui verificar foi a existencia de troféus no game, e a decepção foi total. O game não conta com essa feature, uma ausência bastante sentida, ao menos por esse que vos escreve.

Vale lembrar que o histórico dos games da franquia Resident Evil lançados pela Capcom nos sistemas mais atuais tem esse problema. Dois games que passar por isso foram Resident Evil 4 e Resident Evil Code: Veronica, ambos lançados no PlayStation 3 sem troféus de platina. No caso de Resident Evil, ele não tem nenhum troféu, o que piora ainda mais.

A implementação de troféus no game, com certeza iria atrair ainda mais jogadores, pois essa é uma das features que muitos jogadores esperam encontrar nos games clássicos oferecidos na Plus Deluxe. Realmente uma pena.

Resident Evil – Vale a pena?

Não tem como diferir, Resident Evil é um game que deve ser conferido, mesmo lançado a tanto tempo atrás. Ademais, se você esta assinando a PlayStation Plus deluxe, é por causa desse tipo de conteúdo, acredito.

Os jogadores, que assim como eu, joguei o game a mais de 20 anos atrás, vão curtir o jogo ainda mais, até por que hoje, temos mais experiencia com esse tipo de game, e tecnologias que deixam a gameplay ainda mais divertidas. O DualSense torna a jogatina mais confortável, e um sistema de som qualquer de hoje em dia, torna o game ainda mais atrativo, você vai perceber sons que não havia percebido antes.

Para quem ainda não teve a oportunidade de jogar, o game chega com bons atrativos, que visam facilitar a experiência. Tudo foi pensado para você ter facilidade em curtir o game e melhorar a a gameplay.

O único ponto negativo é a falta de troféus, já que outros games do catálogo estão ganhando essa Feature, como Wild Arms por exemplo. Entretanto, esse é um gosto muito particular, e talvez você nem ligue para isso. De qualquer maneira, Resident Evil é um dos melhores games dessa primeira leva de games de PlayStation One na Plus Deluxe.


Se você vai jogar Resident Evil e precisa de um detonado completo, confira nossa seção de detonados, pois temos o que você precisa.

Residen Evil | REVIEW

Gráficos - 7.5

7.5

Bom

Os jogadores, que assim como eu, joguei o game a mais de 20 anos atrás, vão curtir o jogo ainda mais, até por que hoje, temos mais experiencia com esse tipo de game, e tecnologias que deixam a gameplay ainda mais divertidas.

User Rating: No Ratings Yet !

Apaixonado por jogos e consoles desde 1990. Quando não esta escrevendo em algum site de games, esta jogando ou ensinando o Felipe a jogar.

Continue Reading
Comments

Destaques

Todos os direitos reservados | Games Ever 2018 - 2022