Um clássico do gênero FPS acaba de ganhar um remake. Ao completar 25 anos de existência, Quake chega ao PlayStation 4, Xbox One, e PC. E não é só, Quake também chega ao PlayStation 5 e Xbox Series S|X.

Otimizado para os consoles da atual geração, o game chega cheio de recursos, e trás uma experiência totalmente remodelada. Confira aqui nosso review de Quake Remaster, e veja nossas impressões desse clássico.

Desenvolvedora: Bethesda
Publisher: Bethesda Softworks
Lançamento: 12 outubro 2021
Número de Jogadores: 2 / 4 Local e Multiplayer On Line
Gênero: Shooter / FPS
Plataformas: PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series, PC

A história por trás de Quake

Antes de falar sobre a história de Quake, devemos ressaltar um peculiaridades do jogo. As histórias de Quake, Quake II e Quake III Arena pouco ou uase nadavtwm haver uma com a outra. Isso se deve ao desenvolvimento do jogo, que por muitas vezes tomou caminhos diferentes, mas que resultaram no mesmo jogo.

Ciente disso, vamos a história do primeiro Quake.

Quake conta a história de um soldado que viaja entre diversas dimensões alternativas no intuito de prevenir uma invasão demoníaca,. Sim, o roteiro nos faz lembrar  do roteiro do jogo Doom. Isso faz todo sentido pois além de ser assim como DOOM, dá ID Software, Quake compartilha de alguns membros que também trabalharam em DOOM.

E é isso, se você espera por um enredo cheio de protagonistas, intrincado e misterioso, Quake não tem. O negócio aqui é enfrentar os demônios e se manter vivo até o fim da sua jornada.

Quake – Todo conteúdo em um jogo

Para celebrar o lançamento, Quake chega com conteúdo completo, incluído as DLCs originais, todas aprimoradas, como não poderia deixar de ser. Entretanto não é só isso, temos um conteúdo completamente novo desenvolvido wspwcipara esse lançamento. Esse conteúdo foi todo desenvolvido pelos membros que trabalharam no Quake original, a 25 anos atrás.

Agregado a campanha, o conteúdo adicional junto a DLC exclusiva traz uma nova vida ao jogo, além de deixar o game com algumas horas a mais. Para quem jogou no PC, o mais legal é não precisar se preocupar com nada, você apenas se acomoda e joga, sem precisar de quaisquer instalação adicional.

Além de todo esse conteúdo que ressaltamos  acima, temos a implementação das conquistas / Troféus no jogo, mais um conteúdo pra fazer o jogador ganhar mais algumas horas no universo de Quake. Fazer todas as conquistas no jogo é um ótimo argumento para fazer você passar pelas dificuldades mais altas do jogo.

Gráficos e sons em alta definição

Se tem algo que todos esperam dos games lançados para PlayStation 5 e Xbox Series S|X, são as melhorias gráficas oferecidas por esses consoles, e Quake chega com algumas delas. Essas melhorias deixaram o game bem diferente do original, principalmente se você teve contato com o game nos consoles, e não no PC.

Temos de ressaltar, que apesar do jogo estar rodando em 4K as melhorias em si são sultis, portanto não espere ver gráficos redondinhos, como você pode conferir nas imagens. Entretanto o salto na qualidade é visivel, principalmente se você já conhece o game na sua versão original.

Quake Remaster esta rodando a 60 FPS além de poder ser aprimorado para PlayStation 5 e Xbox Series S|X podendo chegar a 120 FPS. Com tudo isso, o jogo se torna uma experiência imperdível para os fãs da franquia, e uma bom motivo para quem quer jogar Quake pela primeira vez.

Por mais que o jogo já tenha uma certa idade, Quake ainda é uma experiência extremamente divertida, principalmente se você gosta desse estilo de jogo. Para os jogadores mais exigentes, cada mapa esconde diversos itens, e procurar por todos eles é um desafio, já que o mapa e formado como um labirinto.

Uma das coisas legais, é que cada nível já pode ser selecionado desde o inicio, o que torna o jogo bem dinâmico, encorajando o jogador a se aventurar por diversas localidades. O jogo é bastante diversificado e conta com um número considerado de inimigos, todos eles com uma boa IA. Não é nada muito sofisticado, mas você vai encontrar alguma dificuldade nos inimigos.

Multiplayer

O modo Multiplayer sempre foi um dos pontos fortes de Quake, e agora não é diferente. Toda a diversão do modo original esta presente, e se você curtia o formato original, as coisas só melhoraram. Com muitos mapas, e o ritmo das partidas rápido, faz a diversão acontecer quase que instantaneamente. Os mapas são curtos e recheados de itens, o que faz com que o jogador que seja mais rápido em coletar esses itens, leve uma enorme vantagem.

Você pode jogar no modo on line com até quatro jogadores ou no modo local para também 4 jogadores no modo tela dividida. O modo on line conta com servidores dedicados que organiza as partidas aleatoriamente no conhecido formato Deathmatch. O lobby é pré estabelecido e organizado por filas.

Você no controle, dos mapas

Como mencionamos acima, além das DLCs originais: o “The Scourge of Armagon” e o “Dissolution of Eternity”, além de duas expansões desenvolvidas pela equipe premiada da MachineGames, “Dimension of the Past” e a nova “Dimension of the Machine” não podemos deixar de lembra que você pode se aventurar por mapas desenvolvidos pelos próprios jogadores.

Você pode expandir sua experiência com uma seleção de mods gratuitos oficiais e criados pelos fãs, e missões como Quake 64, que já está disponível para baixar e jogar. Além disso é prometido mais missões e mods oficiais ou criados pelos fãs que devem ser atualizados constantemente.

Quake Remaster – Vale a Pena

Quake Remaster chega recheado de conteúdo e com certeza vai fazer a alegria dos fãs da franquia e agradar quem por algum motivo ainda não conhece o jogo e pretende dar uma oportunidade nesse relançamento. Com as melhorias gráficas implementadas na nova geração de consoles, Quake se torna uma nova experiência e promete impressionar os fãs da franquia.

O jogo chega com um preço honesto, e é uma ótima opção para quem esta procurando por diversão e não esta pretendendo gastar muito. Quake Remaster definitivamente vale a pena, principalmente se você é fã da franquia.

Clássico do PS1 com troféus A principais notícias do dia 15 de maio