Connect with us

Dicas

Martha is Dead | Final explicado

Published

on

Desde o início, Martha is Dead é um game que surpreende o jogador de várias maneiras. As principais são através de cenas fortes de violência e degradação humana. Entretanto, com o passar de algumas horas, você percebe o quanto a história do jogo é profunda, cheia de informações minuciosas e principalmente reviravoltas.

Martha is Dead

Para você que terminou o jogo e não entendeu muito bem o que aconteceu, trazemos abaixo o final explicado do game. Vale ressaltar que essa matéria é um grande Spoiler, portanto se você ainda não terminou o jogo, passe bem longe do conteúdo abaixo.

Desfecho Final

Após tentar juntar suas memórias perdidas através do teatro de marionetes, Giulia telefona para o padre Don Attilio para obter ajuda. Ele a encoraja a ficar com ele, para ele poder mantê-la a salvo do bombardeio aliado que se aproxima e assim ele conseguirá ajuda-la.

Entretanto, após fugir e entrar na igreja, a perspectiva de Giulia muda para um ambiente onírico cheio de marionetes em vez de pessoas. A impressão que temos é de que, pedido de Irene, Don Attilio tinha funcionários do hospital psiquiátrico esperando para cuidar de Giulia. Após ouvir um relato narrado de seu tratamento, o jogador conversa com o reflexo de Giulia em um espelho, também em forma de marionete.

Embora você possa responder às indagações do espelho, rapidamente fica claro – se já não estivesse – que alguns ou todos os eventos do jogo ocorreram apenas na cabeça de Giulia!

Mas novamente o jogo não expõe isso com clareza, deixando os acontecimentos ainda confusos, os dois cenários se destacam como os mais plausíveis. Cada um tem muitas evidências a favor e contra. A verdade é que o jogador é induzido a acreditar em algo, mas sempre de maneira intuitiva, e não clara.

O Destino da família

Quanto a familia, algumas coisas são fatos. Irene teve uma gravidez e parto difíceis com Martha e Giulia, o que a deixou infértil e fraca. Para tratar seus sintomas, ela recebeu uma droga alemã chamada Pervitin, também conhecida como metanfetamina. Irene provavelmente não era uma pessoa particularmente boa para começar, mas os efeitos colaterais do vício em metanfetamina que ela desenvolveu a levaram a atacar violentamente seus filhos, criando uma antipatia por Giulia em particular.

Ademais, o trauma faz com que Martha se torne surda e muda (uma condição que ela mais tarde revela ter fingido por quinze anos), enquanto Giulia simplesmente reprime as terríveis lembranças de seu tratamento nas mãos de Irene.

Pouco antes do jogo começar, Giulia e Martha entram em um relacionamento sexual com seu amigo Lapo sem o conhecimento da outra. Ambas ficam grávidas. Incapaz de lidar com sua culpa da gravidez e de ser a favorita de Irene, Martha resolve fingir ser Giulia e provocar Irene a matá-la, permitindo que a verdadeira Giulia assuma a identidade de Martha como a filha amada. Premeditando os acontecimentos, ela deixa uma carta para Irene dizendo-lhe para vir ao lago ao amanhecer, onde ela revelará sua gravidez como “Giulia” com a expectativa de que Irene reaja com violência.

Enquanto Giulia suspeita que foi Irene quem matou Martha – e é possível que ela tenha matado, entretanto, este é o cenário menos provável. Quando Giulia ouve a gravação de seu confronto com a mãe, é importante notar que a resposta de Irene ao ser mandada sob a mira de uma arma para confessar o que ela fez é admitir que está internando Giulia em uma instituição.

Se ela tivesse realmente assassinado sua própria filha, essa teria provavelmente sido a primeira coisa que lhe viria à mente. É possível, no entanto, que Irene esteja tão mentalmente doente quanto Giulia e tenha bloqueado o assassinato, mas como em tudo neste jogo, não podemos ter certeza.

Por fim, ao longo da investigação de Giulia sobre a morte de Martha, Lapo é morto em uma briga com soldados alemães. Giulia sofre um aborto espontâneo de sua própria gravidez e acaba matando sua mãe quando descobre que Irene pretende matá-la. Finalmente, os guerrilheiros comunistas invadem a casa, matando Erich e espancando Giulia.

Giulia, foi morta por Martha?

Nesse relato, a maioria dos eventos do jogo se desenrolava à medida que eram apresentados ao jogador. Giulia chega ao lago antes de Irene, o que força Martha a revelar seu plano. Isso faz com que Giulia desmaie, durante o qual ela mata Martha, possivelmente por causa de seu relacionamento com Lapo, ou possivelmente por raiva de que Martha nunca a consultou sobre o plano.

Quaisquer que sejam suas razões, Giulia acorda e tira suas fotos da natureza sem saber que algo aconteceu.

Incapaz de se lembrar da luta, Giulia aceita a carta de Martha pelo valor nominal e suspeita que Irene matou Martha como pretendido. É só depois que ela mata Irene e revela a fotografia final que ela descobre o que fez.

Esta é a narrativa que a maior parte do jogo nos induz a acreditar, mas após a descoberta de Giulia e o ataque dos partisans, toda a história entra em conflito. A gravação da confissão de Irene e a segunda sequência do teatro de marionetes sugerem que a psique de Giulia é ainda mais fragmentada do que se suspeitava, por exemplo.

Martha é real?

Após o ataque a residência, Giulia retorna ao teatro de marionetes na tentativa de juntar suas memórias de infância perdidas. Nesta versão dos eventos, Irene deu à luz apenas um bebê, Giulia. Em vez de gêmeos. Quando Giulia tem cinco ou seis anos, Irene bate muito nela com uma bengala. Essa experiência leva Giulia a criar uma persona alternativa, Martha, que não pode ouvir nem falar.

Giulia descarta internamente qualquer coisa que ela sinta dor ou vergonha como tendo acontecido com Martha. Parece que Irene encorajou isso como forma de evitar que a pequena Giulia a perturbasse, dizendo à criança para ir brincar com sua “irmã”. Os pais de Giulia chegaram a dar às duas personalidades suas próprias camas e guarda-roupas.

Depois de um incidente particularmente devastador, onde uma enfurecida Irene mata o cachorro de Giulia e a alimenta, a criança é enviada para morar com sua babá na vila por três anos. Presumivelmente, Irene recebeu tratamento para sua própria doença durante esse período, e a persona Martha acabou ficando adormecida.

Depois de engravidar do bebê de Lapo, o sentimento de culpa de Giulia faz com que Martha ressurja. Como Martha, ela desenvolve o plano para provocar Irene a matá-la, “protegendo” Giulia da vergonha que sente. Quando Irene encontra a carta, ela fica preocupada, pois a personalidade de Martha não aparecia há anos. Ela vai ao lago e, descobrindo que Giulia não fala, acredita que Martha se tornou a personalidade dominante. Alguns dias depois, Giulia sofre um aborto espontâneo. Mais tarde, vemos um frasco de pílulas de Pervitin na caixa de bugigangas de Martha – esta pode ser a causa.

A condição de Giulia se deteriora rapidamente na semana seguinte, e ela se machuca na frente do piano – algo que ela diz a si mesma que Irene fez. Temendo pela segurança de Giulia e não vendo outra opção, Irene providencia o envio de Giulia para um asilo. Quando Giulia descobre, ela atira e desmembra Irene durante outro apagão.

Embora esta versão faça mais sentido no contexto da sequência final do jogo e seja mais consistente em uma segunda jogada, se assumirmos que Giulia está inventando a maior parte da história, vale a pena notar que a evidência contra a existência de Martha só aparece depois que Giulia se desenvolve a foto do assassinato. É possível que, como resposta ao descobrir que matou a própria irmã gêmea, Giulia tenha criado uma nova narrativa em que Martha nunca existiu, absolvendo-se de qualquer culpa – afinal, como ela pode ter matado alguém que não é real?


E você, jogou Martha is Dead? Conte para gente o que achou da historia do game, Participe.

Apaixonado por jogos e consoles desde 1990. Quando não esta escrevendo em algum site de games, esta jogando ou ensinando o Felipe a jogar.

Continue Reading
Comments

Destaques

Todos os direitos reservados | Games Ever 2018 - 2022