Connect with us

Artigos

Artigo | Xenoblade 3 e os reviews preguiçosos

Published

on

A Nintendo pode não ter acertado em todas as coisas que ela fez nessa geração do Switch, ainda mais se lembrarmos do que ela fez com Super Mario 3D World e a implementação de jogos de Mega Drive e Nintendo 64 em seu sistema por um valor abusivo. Mesmo com todas essas polêmicas, em seus jogos First Party, ela não decepcionou em nenhum ponto e nos agraciou com games maravilhosos com Metroid Dread, Super Mario Odyssey e mais recentemente, Xenoblade 3.

Não vou me atrelar à contar a história do criador da série Tetsuya Takahashi, isso você pode encontrar em alguns sites e canais do YouTube, o que posso dizer aqui é que ele à mais de 20 anos, vem tentando construir uma franquia de game JRPG com maior ênfase no enredo, cut’s scenes enormes que fariam qualquer Metal Gear chorar e contendo sempre a temática de “Deus vs. humanidade.

A Franquia Xenoblade por ser um game de JRPG com uma história longa, várias side-quest’s e horas e horas de muita conversa, fazem com que nem todo mundo queira adentrar no universo que Tetsuya Takahashi criou, mas quem dá uma chance para os games, com toda certeza irá se maravilhar com um enredo bem escrito, bem bolado, com tramas envolventes, personagens carismáticos e reviravoltas que dificilmente encontrará em outro game. mas é claro que, para conseguir vivenciar tudo isso, você passará no mínimo umas 80 horas jogando.

O que me fez escrever esse artigo na qual você está lendo é que em vários locais, Xenoblade 3 está recebendo ótimas notas de avaliação e muitos jogadores estão falando muito bem dele, e engana-se quem acha que só os “fanboys” da Nintendo que estão enaltecendo o game, várias pessoas da indústria e não ligadas as Nintendo diretamente estão encantados com Xenoblade 3.

Mas não somente de elogios o game está vivendo e claro, sempre teremos as pessoas que não curtiram o game em algum aspecto e isso é normal, ninguém é obrigado a gostar de algo só porque a maioria gostou e cada um precisa se impor e colocar a sua opinião. Algumas pessoas deram notas não tão altas para o game alegando que não curtiram o sistema de batalha, ou não gostariam do estilo “anime” dos gráficos do game ou mesmo não gostaram das side-quest’s por serem bobas e desinteressantes. E vale lembrar que essas opiniões são muito válidas pois gera um descontentamento no jogador e ele pode achar que o jogo é uma porcaria! Mas mesmo assim, a pessoa jogou e disse que não gostou e falou o que no game ele não gostou, um ato sincero, devo ressaltar.

O problema se dá, quando canais e sites que se dizem “especializados” em games fazem análises do game sem ter nenhum tipo de conhecimento sobre o mesmo ou sequer tiveram a obrigação de finalizá-lo para poder critica-lo. Infelizmente muitos sites e canais no YouTube jogam 5, 8 horas de um game, escrevem superficialmente sobre o mesmo e postam a análise dando notas baixas ou altas sem nenhum critério, usando como argumento aquilo que ele/ela viu em sua jogatina. O pior se dá quando o tal “profissional” pega o conteúdo de canais e sites “gringos” , traduz e posta como se fosse ele quem criou o argumento.

Em Xenoblade 3 isso vem acontecendo com alguns sites e canais, e é aqui que eu gostaria de mostrar pra você como que uma análise mal feita, preguiçosa e tendenciosa pode prejudicar as vendas de um game e pior: Prejudicar a sua diversão.

Para começar, li em um site nacional que “Xenoblade 3 peca na pouca evolução gráfica entre o seu antecessor e ele…” O que eu posso argumentar sobre isso? O Nintendo Switch é um aparelho de 2017, época na qual já tínhamos desde 2013 o Xbox One e o PS4, dois consoles muito superiores ao console da Nintendo. Quando Xenoblade 2 fora lançado para o aparelho, o Switch já estava praticamente chegando no seu limite, sendo que muitos produtores começassem a tirar “leite de pedra” e usando todas as suas criatividades para melhorar o gameplay e trazer aspectos diferentes em gráficos para atrais mais jogadores. Então, em pleno 2022, com um Switch de 5 anos de idade e possivelmente tendo Xenoblade 3 como um dos ultimos grandes lançamentos para o console, ao lado do futuro The Legend of Zelda: “Breath of the Wild 2” ( que eu acredito piamente que será um game cross-gen, assim como foi o primeiro ) e que (Metroid Prime 4, se não foi cancelado, será lançado somente para o próximo console da Nintendo), ainda tem gente que reclama dos gráficos do aparelho sabendo que esse é o limite dele! Além do mais, Xenoblade 3 possui um estilo gráfico parecido com Xenoblade 2 e Xenoblade Definitve Edition, mas a parte artística é diferente e dá um “ar” novo para a série. Sendo assim, a pessoa dizer algo desse tipo só mostra que ela não jogou os dois primeiros games da franquia, pois se tivesse jogado, conseguiria ver com clareza as diferenças.

Agora o que me deixou mais chateado foi ver em um canal no YouTube a pessoa dizer: “…Nossa, reutilizaram mapas do Xeno 1 e Xeno 2, tamanha a preguiça de se criar novos mapas…”

Novamente se percebe que a pessoa não só não finalizou Xenoblade 3 para entender do o porque de alguns mapas do Xenoblade 1 e 2 estarem no 3, como ela também não jogou os primeiros games para entender toda a “lore” que envolve essa obra. Esse é o típico caso da pessoa receber a chave do game uns 3, 4 dias antes do lançamento oficial, jogar algumas horas, olhar vídeos dos games anteriores para ter um pouco de noção e após isso, escrever uma análise sem qualquer fundamento,

Não posso dizer aqui do motivo de algumas coisas do Xeno 1 e 2 aparecerem no Xeno 3, isso é spolier e estragaria completamente a sua imersão ao game, já que o maior atrativo do game está em seu enredo, mas para quem já é veterano na série Xenoblade e quiçá, veterano em todo o universo Xeno (Xenogears, Xenosagas e Xenoblade), já sabe do motivo de cada coisa encontrada aqui em Xenoblade 3 terem vindo dos primeiros jogos.

Posso dizer diretamente à você que infelizmente mais e mais pessoas fazem esse tipo de conteúdo preguiçoso e presunçoso. Já presenciei muitos reviews que falavam só o básico de um game, coisa que até um trailer estendido do mesmo já dava para perceber! Já vi análises na qual a pessoa pessoa pegou o vídeo de outra pessoa, mudou apenas algumas coisas e lançou como se ela tivesse jogado, escrito o argumento e tudo mais. Sou de uma época na qual existia uma mística e lendária revista chamada “Gamers” que trazia análises maravilhosas, geralmente com 4, 5 paginas de puro conteúdo detalhado e minucioso, deixando o gamer da época apto à decidir se iria ou não pegar aquele game analisado. Claro que existia revistas com análises toscas como as reviews da Ação Games que eram como as análises de alguns hoje em dia, rasas, superficiais e contendo 3 ou 4 parágrafos para informar como era um game ao todo, mas isso não vem ao caso. O que você precisa saber é que essa pratica de pessoas “especializadas” fazerem análises desse tipo é que elas possuem muitos jogos para jogar e analisar, sobrando pouco tempo para que as mesmas pessoas, possam se aprofundar ou dedicar uma atenção exclusiva para determinado game. Isso faz com que a pessoa opte pelo método mais fácil: Jogar só o começo e dizer coisas básicas que servem para qualquer game, ou assistir vídeos de pessoas que estão jogando o game da forma correta, dedicando tempo e atenção, para formar um “resumo” do que viu e assim, formar um argumento em uma análise.

Xenoblade 3 está fazendo sucesso por si só e esse tipo de conteúdo na qual relatei aqui não arranha a imagem ou as vendas gerais dele, mas com toda certeza pode prejudicar à você que talvez deseja joga-lo, deseja um game JRPG no seu Switch e, ao ver reviews preguiçosos como conteúdo duvidoso, possa desconsiderar a compra e perder um fantástico game que poderá lhe divertir por horas à fio. Mas o inverso também acontece e você poderá ser enganado por uma review que diz que “tal” game é bom e na verdade ele não vale mais do que “um Dollinho e uma coxinha”. Não dexie ser influenciado por qualquer artigo, review ou opinião de terceiros! Leve-os em consideração, mas leia e assista à mais de uma análise ou opinião de outras pessoas, forme a sua opinião e descida por si só o que fazer. Se ver ou ler algum conteúdo que para você está incorreto, dê a sua opinião! Corrija a pessoa que fez o argumento com educação e complacência, mas não deixe de falar o que está errado. Só assim, os tais “profissionais” e os não profissionais na área de games, poderão criar análises e conteúdos de qualidade para todos, sem preferencio ismo ou tendenciosos e preguiçosos.

Apenas um gamer veterano que só quer saber de jogar qualquer game em qualquer console, pois vídeo game é tudo de bom!

Continue Reading
Comments

Destaques

Todos os direitos reservados | Games Ever 2018 - 2022