Após apresentar a gameplay de Starfield Durante o Xbox & e Bethesda Showcase, as comparações com No Mean’s Sky começaram a surgir, por mais que um game esteja tão distante um do outro.

Um dos pilares dessas comparações é devido a possibilidade referente a No Mean’s Sky de estar no espaço, começar a atravessar a atmosfera de um planeta, e aterrar na superfície, ou vice-versa, por exemplo.

Sobre isso, Todd Howard, diretor de Starfield, disse ao IGN que isso não é importante para o jogador, sendo que essa feature iria requerer um aumento demasiado tempo de engenharia:

Se tentares passar muito tempo a tentar arquitetar o que está no meio, como esse seguimento, estás apenas a gastar demasiado tempo numa coisa que não é realmente importante para o jogador.”

“Portanto, vamos tentar garantir que é espectacular quando estás na superfície e quando estás no espaço, que essas realidades pareçam e sejam o melhor possível.

Clássico do PS1 com troféus A principais notícias do dia 15 de maio