Connect with us

Destaque

REVIEW | Dark Souls III – Elevando o legado Souls-like

Published

on

Com uma atmosfera impar e uma pompa digna de sua grandiosidade, a franquia Dark Souls nos brinda com o terceiro game. Um jogo cheio de atmosfera, personalidade e rico em detalhes. Confira abaixo nosso review de Dark Souls III.

  • Jogo: Dark Souls III
  • Desenvolvedora: From Software
  • Publisher: Bandai Nanco
  • Lançamento: 12 de abril de 2016
  • Número de Jogadores: Single Player / Multiplayer on line / PvP / 4 jogadores
  • Gênero: RPG
  • Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One

Uma lenda, uma historia

Assim como todos os outros games da franquia, Dark Souls III nos apresenta uma grande história, fechando com chave de ouro essa trilogia. Se você jogou o game, mas não sabe do que se trata sua luta, vamos falar um pouco dessa lenda.

Em Dark Souls III, a Era do Fogo está se acabando, o fogo vai se apagar e a escuridão cairá sobre todos os seres. Você, um Ser das Cinzas, ganha vida para ir atrás dos antigos Lordes das Cinzas (lembre-se que eos Príncipes são um deles), que foram ‘acordados’ pelo som do sino que ressoa quando a Primeira Chama – a chama que fez a humanidade sair da escuridão – está prestes a extinguir.

Cada Lorde reacendeu a Primeira Chama no passado, fazendo com que ela prospere até hoje. Entretanto dessa vez, renascidos, eles se negam a se sacrificarem novamente pela Chama, colocando o equilíbrio em risco. Agora cabe a você colocar as coisas em ordem e no permitir que o mundo caia em uma escuridão eterna.

Jogo mantém suas características sombrias.

O melhor de Dark Souls

Como dissemos anteriormente, Dark Souls III fecha o arco de histórias da franquia, e fecha com chave de ouro. Podemos encontrar no jogo, o que de melhor há nos games anteriores, sendo que a dificuldade é um dos destaques.

O game oferece quase que uma infinidade de recursos, armas e inimigos. Além disso, a gameplay está mais cadenciada, lembrando o início da franquia, como em Demons Souls. De maneira lenta, sistemática e cadenciada, você é introduzido em um mundo mórbido, cheio de inimigos, e com uma dificuldade que aumenta gradualmente, levando você a morte, mas também instigando você a continuar.

Se você jogou os outros games da franquia, vai se sentir na obrigação de terminar Dark Souls III. Você vai novamente enfrentar inimigos gigantescos, mórbidos e infernais, se aventurar por calabouços frios e sem vida, explorar terras épicas, florestas mortas, e planícies desoladas, e ao final de tudo, mesmo que na morte, o sofrimento vai se regozijar.

Prazer, SoulsLike

Dark Souls III é um game diferente do que estávamos acostumados a jogar. Nessa nova entrada da franquia, temos jm game mais lento e cadenciado. A dificuldade está um pouco mais elevada, portanto encare o jogo de uma maneira diferente.

Como dissemos anteriormente, o jogo tem mais de Demon’s Souls do que os games mais atuais da From Software. Com isso em mente, o jogo vai exigir um pouco mais de estratégia da parte do jogador, e muitas vezes, mesmo com uma jogabilidade mais apurada, jogar de maneira cadenciada será o mais prudente.

Dark Souls III resgata as origens da franquia.

Em Dark Souls III temos a nossa disposição 10 classes diferentes, variando entre Cavaleiro, Piromantes, Mercenários e o clássico Despojado, todas com atributos específicos de acordo com suas afinidades e habilidades. Algumas classes proporcionam uma gameplay um pouco menos difícil. Mas não se iluda, a dificuldade continua alta.

As mecânicas do jogo ainda continuam as mesmas de outros jogos da franquia. Os status são aumentados gradualmente de acordo com as almas (de moeda do jogo) conquistadas, as quais são, tragicamente, perdidas quando o jogador morre, tendo apenas uma chance de recuperá-las e gastá-las no Firelink Shrine.

O Firelink Shrine vai ser sua casa, aonde você vai encontrar tudo que você precisa, desde lojas até ferreiros, e claro, aonde você vai melhorar seus atributos. Ao fracassar, você volta direto para o Firelink Shrine, e escolhe se vai recuperar suas almas, ficar no mesmo local que morreu ou vai explorar outra localidade.

Dificilmente justo

Se tem algo que foi aprimorado em Dark Souls III, foi a dificuldade. O jogo continua com sua dificuldade punitiva não deixando lacunas para erros. Com isso, jogadores menos dedicados podem acabar se afastando jogo.

Entretanto, temos que dizer que transpor tal dificuldade, sempre gera uma recompensa. Se por um lado o game exige precisão e dedicação, do outro ele o recompensa de maneira justa. Aliás, mesmo com os melhores equipamentos, o jogo ainda vai exigir exatidão nos seus atos.

A cada avanço no jogo você vai precisar apurar seus atributos, e além disso, melhorar seus movimentos durante as batalhas, deixando erros para trás, pois eles não seriam tolerados.

Alguns dos inimigos mais difíceis De toda a franquia estão em Dark Souls III. Confesso quem alguns dos chefes de fase do game só consegui passar depois de invocar ajuda. Esses momentos foram poucos, mas se dúvida foram os mais marcantes.

Ao encontrar um sinal de evocação de ajuda, seja de um NPC ou de alguém on Line, não existe na ajuda. Você pode com certeza precisar.

Gráficos e sons

Nesse novo game temos um dos mais belosbgrsficos de toda a franquia. O game esbanja um capricho sem igual em todas as localizações. Paisagens devastadas, Ambientes góticos e florestas abismajs nos mostram uma morbidez rica em detalhes.

Jogamos Dark Souls III no PlayStation 5, o game ainda não está otimizado para o sistema, entretanto mesmo nas configurações do PS4 podemos ver o quanto o game está belo. Algo que ficou bem evidente no game, são as construções colossais. Essas construções deixaram o game com uma cara ainda mais gótica.

Outro destaque vai para a ambientação climática do game. Em diferentes regiões, tendo nevascas em algumas, a formação de um eclipse solar em outras, ou até a escuridão plena, todas se comportam como se fossem reais. Isso deixou o game mais belo e ameaçador.

Sonoramente o game mantém a média, com suas composições orquestradas, voltadas ao tema épico medieval, gótico e mórbido. As canções se encaixam perfeitamente com o clima do jogo, e isso faz com que você se aprofunde ainda mais no game.

Não deixe de conferir a trilha sonora oficial, principalmente se você gostou do que ouviu no jogo. Com certeza você vai ter jma grata surpresa.

Defeitos? Sim eles existem

Apesar de Dark Souls III ser um game muito acima da média, ele tem alguns defeitos, e desses defeitos, alguns são bem evidentes.

Um dos primeiro que você vai perceber, é a queda de FPS do jogo. Ela acontece em muitos momentos, mas quando você está com muitos inimigos na tela em um momento de mais ação, ela fica evidente. Como você está envolvido em uma batalha, isso pode passar até desapercebido, mas o jogador mais atento vai perceber.

Outro fator que atrapalha é a imprecisão do pulo. É realmente frustrante ter de pular em Dark Souls III, e diga-se de passagem, em todos os games da franquia. Pior quando é um local aonde você pode morrer, ou perder um item aonde tem de voltar muito atrás no jogo. Realmente algo a se melhorar para os próximos jogos.

Por fim, tive algumas dificuldades no modo on Line do game. Confesso que por muitas vezes invocar, ou ser invocado foi um problema, acontecendo erros, lag e até mesmo a conexão cair. Não sei se isso é algo relacionado ao fato de eu estar no PS5 ou não.

Vale ressaltar que nenhum desses ou outros problemas que você possa encontrar vão atrapalhar sua experiência com o jogo. Dark Souls III é um game conciso direto e seguro em todos os aspectos.

Dark Souls III Vale a pena?

Toda franquia Demons/Dark Souls divide opnião, uns amam, outros odeiam. O que deve ser dito é que Dark Souls III não é um jogo pra todo mundo. Você tem que gostar do gênero Soulslike, ou ao menos estar tentado gostar.

Dito isso, o game é um primor, e esbanja ahkdade, sendo um game obrigatório para os fãs de um bom RPG. Caso ainda não tenha jogado, não deixe de fazê-lo, pois com certeza será uma das experiências mais difíceis do mundo dos gamea que você vai ter a mesma quantidade de raiva e prazer.

Apaixonado por jogos e consoles desde 1990. Quando não esta escrevendo em algum site de games, esta jogando ou ensinando o Felipe a jogar.

Continue Reading
Comments

Destaques

Todos os direitos reservados | Games Ever 2018 - 2022