Continua após a publicidade..
Continua após a publicidade..
Notícias

Resident Evil 4 Remake | REVIEW

Continua após a publicidade..

Um clássico do gênero Survival Horror retornou aos consoles. Resident Evil 4 foi lançado totalmente remodelado, mas mantendo a mesma enigmática formula criada por Shinji Mikami que tornou o game de da Capcom, um sucesso atemporal. Veja abaixo nossas impressões do game que promete ser, novamente, um sucesso inesquecível.

  • Jogo: Resident Evil 4
  • Desenvolvedora: Capcom
  • Publicadora: Capcom
  • Lançamento: 24 de março de 2023
  • Número de Jogadores: 1
  • Gênero: Survival horror / ação
  • Plataformas: PS4, PS5, XSSX, PC
  • Site OficialAqui

A clássica história de terror e sobrevivência

A história de Resident Evil 4 é tão conhecida quanto o jogo propriamente falando. Apesar de algumas inserções que melhoram o entendimento e a trama do jogo, a maioria do enredo está intacta.

Seis anos após os acontecimentos de Resident Evil 2, o ex-policial Leon Scott Kennedy é enviado em uma missão para resgatar Ashley Graham, filha do presidente dos Estados Unidos, raptada por uma seita misteriosa. Ele viaja para uma aldeia rural na Espanha, onde encontra um grupo de moradores violentos que dedicam suas vidas para os Los Illuminados (“os iluminados” em espanhol), o culto que sequestrou Ashley.

Os moradores eram simples fazendeiros até serem infectados por um parasita conhecido como Las Plagas (“A Praga” em espanhol).

Resident Evil 4 – Games Ever

O novo já nasce velho, para nossa satisfação

Assim que os rumores sobre Resident Evil 4 Remake começaram, senti um misto de alegria com preocupação. O game não é o meu preferido da franquia (ahhh, Veronica…), entretanto, nem de longe meu apreço pelo trabalho do gênio Mikami e depreciativo, o game é incrível e faz parte da minha experiência geral como gamer.

Entretanto, como não imaginar que o game seguiria o mesmo caminho de Resident Evil 3 Remake, se tornando quase que um game de ação, puramente. Entretanto, tudo que fez de Resident Evil 4 Remake um sucesso, está preservado no novo game. Mesmo com o jogo apresentando uma jogabilidade e gráficos totalmente novos, ainda temos tudo que nos faz lembrar do jogo original. Além disso, todas as novas entradas tornaram o game ainda melhor. QTEs, manejo da maleta, despensa, tudo mais que você encontrar pelo jogo.

Desde o primeiro encontro com os inimigos, percebemos que as coisas estão diferentes. Nossos inimigos estão mais rápidos, agressivos e violentamente deformados. Nossos inimigos estão com mais movimentos, o que faz com que pareçam mais inteligentes. Leon também esta mais humanizado, mesmo com o auxílio fornecido nas dificuldades mais baixas do jogo, ainda temos alguma dificuldade para mirar nos inimigos, transmitindo uma sensação de nervosismo do nosso protagonista.

Resident Evil 4 – Games Ever

Conforme avançamos no jogo, essa sensação de insegurança aumenta, pois os inimigos vão ficando mais resistente, e atacando em bandos ainda maiores. Verdade que temos novos modos de defesa, como o aparo, otimizar essa ferramenta pode trazer grande satisfação ao jogador, mas caso você erre o movimento, o golpe é certeiro e agressivo. Mesmo nas dificuldades mais baixas, o jogo exige alguma habilidade.

Não podemos deixar de falar do Mercador. Nosso amigo negociante ganhou um protagonismo ainda maior no game, pois agora, além de vender, comprar e trocar, nosso amigo nos pede favores em diversos pontos do jogo. Esses favores, mesmo estando longe da proposta do game original, acabaram sendo uma boa implementação. Os conhecidos medalhões que tínhamos de caçar no game original, agora fazem parte desses pedidos. Ter de eliminar determinados inimigos e até mesmo pescar para satisfação do nosso amado comerciante, deu uma importância ainda maior a ele.

Tudo isso, faz com que Resident Evil 4 Remake pareça um game totalmente novo, mas com aquela sensação de que já conhecemos tudo, mesmo que à cada nova locação, sejamos surpreendidos com algo novo.

Resident Evil 4 – Games Ever

Com a faca nos dentes

Resident Evil 4 Remake tenta manter o que seu antecessor tinha de melhor nas batalhas com alguns sistemas renovados, os mesmos utilizados nos remakes anteriores. Continuamos basicamente com as mesmas armas, mas com visual e recursos renovados, tudo isso visando manter a associação entre o novo e o velho. A maior mudança veio com a faca, pois ela realmente se tornou útil agora, sendo providencial em diversos momentos.

O acesso às armas está bem mais dinâmico, ao recorrer ao atual sistema empregado nos últimos games da franquia. Escolhemos as armas de maneira simples, apenas pressionando os controles digitais, e com um bom número de slots. Nossa maleta continua basicamente a mesma, com a mesma forma de armazenamento. O que mudou foi o sistema de combinação, esse achei um pouco confuso, principalmente na hora de combinar as ervas. Outra novidade é que podemos criar munição, igualmente feito em RE7 e RE8.

Confesso que essa adição me pareceu desnecessária, e principalmente forçada. É uma adição que não se encaixa no game, e o distancia muito das outras features do game. Além da ambientação que nos lembra RE8, pela maneira onde as florestas, colinas e até mesmo o clima fora colocado, essa adição tão característica dos últimos games do Plot principal, deixou o game com um aspecto que não é dele. Outro problema nesse sentido, são os Castelões, eu realmente não compreendi a adição desse colecionável, outra feature tão ligada ao que RE se tornou, algo distante de RE4.

Resident Evil 4 – Games Ever

Se as armas ganharam um novo visual, as formas de usar cada uma delas também mudou, o que gerou novas formas de aniquilar os inimigos. Isso vai muito de como o jogador explorará o jogo, pois caso você jogue de maneira mais tradicional, poderá passar por boa parte do jogo apenas atirando nas pernas e golpeando os inimigos.

Nesse momento conferimos o quanto o game mudou, e essas mudanças podem pegar alguns jogadores desprevenidos, pois nesses momentos temos alguns elementos que nos remetem a um game de ação, ou mais voltado para ação, melhor dizendo. O combate é mais ágil, e conforme avançamos no jogo, os inimigos ficam mais agressivos e partem para cima de você. O game tenta aplicar uma inteligência artificial mais aplicada, mas nem sempre consegue, pois conseguimos prever o que está prestes a acontecer, independente disso, até os animais se tornaram uma ameaça em Resident Evil 4.

O game tem diversos lugares novos e novas rotas que devemos passar, e em cada uma delas temos uma surpresa. Repare, por exemplo, em como os cães estão muito mais agressivos e com novos movimentos, se tornando muito mais ameaçadores. Escombros caindo, piso cedendo, penhascos desabando são algumas das novas ameaças. Cair de um sotam para um piso inferior e encontrar um inimigo clássico, é algo formidável.

Confesso que esperava um sistema de batalha um pouco mais sofisticado. Com exceção dos chefes de fase, os inimigos não oferecem uma batalha sofisticada, pendendo muito mais para a ação. Não que isso seja um problema, mas em muitos pontos tentamos empreender uma luta mais estratégica, mas nos pegamos novamente atirando nas pernas e atacando fisicamente. Essa parte da batalha, faz parte do antigo Resident Evil 4, e como as coisas estão muito bem feitas, pode ser que passe desapercebida em meio a tanta diversão.

Resident Evil 4 – Games Ever

O Som do terror

A produção sonora de Resident Evil 4 Remake mantém o padrão dos últimos jogos da franquia, primorosamente irreparável. Se RE8 apresenta uma sonoplastia que me vez prestar atenção em tudo que emitia ondas sonoras, esse remake não está diferente.

Todas as locações ganharam vida nova com a implementação de novas músicas e efeitos sonoros, é notável as camadas de sons, percebemos qual algo está acontecendo longe de onde estamos, apenas nos atentando aos efeitos sonoros. O vento batendo nas árvores, os Granados caminhando e até mesmo conversando entre eles. Murmúrios de terror.

A dublagem está novamente, quase perfeita, sendo parte importante e marcante no remake, pois quem nunca imaginou jogar Resident Evil 4 dublado de maneira profissional. O trabalho da Capcom para com o público brasileiro e notório e respeitável. Além disso, a escolha dos profissionais para executar o trabalho, mostra que tudo foi feito meticulosamente.

Resident Evil 4 Remake – Vale a pena?

Após anos de espera, o Remake de Resident Evil 4 é uma realidade, e assim como esperávamos, o game cumpre com as expectativas mais importantes. A Capcom se mostrou extremamente cuidadosa com tudo que renovou no game, e em grande parte foi certeira nas decisões.

O clássico clima de terror continua, e os momentos de ação que fizeram Resident Evil 4 um game diferenciado, estão ainda mais acertados. A câmera continua sendo eficaz e divertida. Nosso inimigos gera estão ainda mais cativantes, principalmente os chefes de fase. Junte a isso uma Ashley mais inteligente e participativa, tornando a diversão ainda mais intensa.

Mesmo com tantas mudanças acertadas, o game tem seus problemas, como uma IA desinteressante e um sistema de batalha que não inspira o jogador a procurar novas formas de vencer os inimigos fazem partes dos pontos negativos. Algumas implementações de features dos games mais novos da franquia também ficaram forçados, mas nem de longe comprometem a diversão.

Indepwndente de ser um remake ou se fosse um lançamento inédito, Resident Evil 4 Remake é um grande jogo, e deve ser conferido, mesmo que no final você diga: *Ah, o game original é melhor” com certeza você vai se divertir muito, ah se vai.

Resident Evil 4 Remake | REVIEW

Gráficos - 85%
Jogabilidade - 90%
Diversão - 95%
Som - 95%
Dificuldade - 95%
Fator Replay - 95%

93%

Ótimo

O clássico Resident evil voltou, não é perfeito, mas oferece uma experiência digna do peso que o nome carrega.

User Rating: Be the first one !

Marcelo Souza

Apaixonado por jogos e consoles desde 1990. Quando não esta escrevendo em algum site de games, esta jogando ou ensinando o Felipe a jogar.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo