A Kotaku, sempre foi muito crítica aos consoles Xbox, e sempre que pode esta publicando matérias tendenciosas sobre qualquer coisa que envolve a Microsoft e os consoles Xbox.

Em um artigo recente, a Kotaku sugeriu que a ausência de novidades AAA está motivando clientes a cancelar a assinatura do Xbox Game Pass, enquanto esperam por melhores dias. O artigo mereceu uma resposta por parte dos criadores de games indie e até de estúdios da Xbox Game Studios.

A inXile entertainment, conhecida pela série Wasteland e que atualmente trabalha num projeto secreto, reagiu à mensagem da Xbox e até respondeu a alguns usuários do Twitter para demonstrar o quão encantada está com o apoio que recebem da Microsoft.

E não para por aqui, Major Nelson e a desenvolvedora inXile, a editora indie No More Robots também decidiu comentar o artigo do Kotaku e a imagem que passa para o papel dos jogos indie no serviço, especialmente para criticar as afirmações que o Game Pass prejudica os criadores independentes.

sucesso para dezenas de produtores todos os meses, ao pagar-lhes todo o custo de desenvolvimento (e mais algum) no dia de lançamento. Quem escreve que ‘o Game Pass é mau para os produtores’ não tem qualquer ideia de como funciona a indústria e devia meter-se num caixote.”

“Normalmente lanças um jogo, custa X a fazer e esperas que o teu jogo + marketing sejam bons o suficiente para recuperar X, para conseguires ter lucro. Se estás no Game Pass no lançamento, é provável que faças X instantaneamente no dia de lançamento.”

Dave Gilbert da produtor indie Wadjet Eye Games, respondeu a Mike Rose que o receio para os indies não está na atualidade, mas sim num futuro em que o serviço cresce ao ponto da Microsoft ter controlo sobre os criadores independentes que terão de lutar por um lugar em serviço como o Game Pass.

“A minha preocupação (e posso estar enganado) é que se serviços como o Game Pass se tornam a norma, esse pagamento de lançamento eventualmente fique mais pequeno e depois estamos fechados nesse sistema. Está-me a fazer reavaliar como faço as coisas se/quando acontecer. Curioso com o que pensas disto.”

Vale ressaltar aqui o quanto negativo é uma mídia especializada militar de maneira tão entusiasta contra uma plataforma.

Nós do Games Ever, ressaltamos nosso profissionalismo e temos como politica, apresentar informações claras e sem preferência, independente de plataforma, desenvolvedora, estilo de jogo ou qualquer outra preferência. Apoiamos a informação sem tentar induzir o leitor ao Flame War.

Clássico do PS1 com troféus A principais notícias do dia 15 de maio